Notícias

Voltar

Colheita de cana cresce 3% em 2020/21 para 600,5 mi/t; 30 usinas iniciaram moagem da safra 21/22

26.03.2021

A moagem de cana-de-açúcar pelas usinas do Centro-Sul do Brasil alcançou 600,47 milhões de toneladas no acumulado desde o início da safra 2020/21 (abril de 2020) até 16 de março passado. O desempenho representa aumento de 3,02% em comparação com igual período da safra anterior 2019/20 (582,89 milhões de t). Os dados são de levantamento quinzenal da União da Indústria da Cana-de-Açúcar (Unica), divulgados hoje.

Conforme a Unica, a produção de açúcar no período foi de 38,28 milhões de t, aumento de 44,29% ante o período anterior (26,54 milhões de t). Já a fabricação de alcançou 29,99 bilhões de litros, queda de 8,56% ante 2019/20 (32,8 bilhões de litros).

O diretor Técnico da Unica, Antonio de Padua Rodrigues, destaca em comunicado que "faltando apenas uma quinzena para o fim da safra 2020/21, a quantidade produzida de açúcar ultrapassa em 2,40 milhões de toneladas o recorde anterior de 35,89 milhões de toneladas registrado na safra 2017/2018".

Na primeira quinzena de março, 14 usinas iniciaram a moagem. Assim, até o dia 16 de março, o Centro-Sul tinha 30 unidades em operação, das quais 21 usinas processando cana-de-açúcar e 9 empresas com fabricação de etanol de milho (sendo 5 dedicadas exclusivamente ao processamento desta matéria prima). Na mesma data de 2020, foram registradas 31 unidades processando cana e outras 11 fabricando apenas etanol de milho, detalha a Unica.

Levantamento preliminar conduzido pela entidade e demais associações do Centro-Sul indica que 24 unidades devem iniciar a safra na segunda quinzena de março, tendo ao fim do mês 54 usinas em operação no Centro-Sul. Esse número é inferior às 87 unidades em operação registradas em 31 de março de 2020.

Até 15 de abril deste ano, o referido levantamento indica que 169 usinas estarão em operação na Região Centro-Sul, em comparação com 180 unidades registradas em igual período do ano passado.

Quinzena

As usinas da região Centro-Sul do Brasil processaram 1,67 milhão de toneladas de cana-de-açúcar na primeira quinzena de março, o que corresponde a uma queda de 43,25% em comparação com igual período do ano passado (2,96 milhões de t), segundo a Unica.

Desse total de cana moída, quase 70% da matéria-prima destinada à produção de etanol, que alcançou 199,88 milhões de litros produzidos no período, queda de 43,51% ante 2020 (304 milhões de litros). A quantidade fabricada de açúcar, por sua vez, alcançou apenas 51,46 mil toneladas, mas corresponde a um aumento de 26,02% ante o ano passado (41 mil t).

Conforme a Unica, a produção de etanol a partir do milho representou cerca de dois terços do total produzido na primeira quinzena de março, totalizando 127,60 milhões de litros. No agregado da safra 2020/2021, o volume somou 2,42 bilhões de litros - crescimento de 60,85% em relação ao registrado em igual período do último ciclo.





Fonte: Broadcast